Artigo Rosilene CorrêaArtigosHome

44 Anos do PT: Sonhos, Resistência e Conquistas

Neste mês em que o Partido dos Trabalhadores (PT) celebra seus 44 anos, apresentamos um artigo da companheira Rosilene Corrêa, que destaca seu legado e desafios. É uma oportunidade importante para refletir sobre a importância e história do nosso Partido.

Aproveitarem esta reflexão!

“NÓS SONHAMOS. E ORGANIZAMOS O SONHO”

Oficialmente, o aniversário do PT é celebrado em 10 de fevereiro. Há 44 anos, no dia 10 de fevereiro de 1980, o PT foi lançado em São Paulo.  Mas na verdade o PT nasceu bem antes, no chão das fábricas do ABC Paulista, nas lutas camponesas do Brasil inteiro, nos sindicatos país afora, nos movimentos de Anistia.

Mas foi o operário Lula, de São Bernardo do Campo, que deu nome em sonho, em plena ditadura: era chegada a hora dos trabalhadores e das trabalhadoras criarem seu próprio Partido, o Partido dos Trabalhadores. Isso depois de voltar de uma viagem a Brasília, em fevereiro de 1978, e constatar que, dos 430 parlamentares do Congresso Nacional, apenas dois – Aurélio Peres e Benedito Marcílio – eram operários.

Desde então, embora quase sempre sob a pressão dos e das que se recusam a respeitar o direito dos pobres do Brasil de terem um partido para chamar de seu e, implacavelmente, acusam e atacam Lula e as lideranças do PT, os versos do poeta Pedro Tierra nos traduzem lindamente: “Nós sonhamos. E organizamos o sonho”.

Do ponto de vista eleitoral, elegemos bancadas parlamentares fortes, conquistamos Prefeituras e governos estaduais, colocamos em pauta os grandes temas e os imensos desafios enfrentados pelo povo brasileiro. Caímos, por certo, no coração de mais da metade de nosso povo. Para a Presidência, elegemos o operário Lula em 2002 e 2005, e a primeira mulher, Dilma Rousseff, em 2010 e 2014.

Nos 13 anos de governos do PT, fizemos do Brasil um país democrático e de oportunidades. Entre 2003 e 20015, criamos 19,5 milhões de empregos. Em 2014, alcançamos a menor taxa de desemprego da nossa história: 4,8%. Durante os nossos governos, conseguimos garantir um aumento de salário-mínimo acima da inflação e, entre 2003 e 2016, o piso nacional foi valorizado em mais de 70%.

Vieram então o golpe contra a presidenta Dilma e a prisão injusta de Lula por 580 dias, para impedir o PT de voltar ao poder em 2018. Mas nós voltamos. Em 2022, o povo brasileiro elegeu Lula de novo, com um projeto de União e Reconstrução. E aqui estamos nós, nesses 44 anos, com mais de 30 programas sociais resgatados, com o salário-mínimo outra vez reajustado acima da inflação, com a tabela do Imposto de Renda atualizada, depois de 8 anos estagnada.

Entramos neste ano de 2024 com uma taxa de desemprego de 7,8%, a menor desde 2014, com a renda dos trabalhadores e das trabalhadores crescendo 7,2% em 2023, a maior alta dos últimos 12 anos, e com a inflação em 4,6%, portanto dentro da meta, depois de dois anos de estouro.

E, com o governo de Lula e do PT, em apenas um ano, vieram novas conquistas para o povo brasileiro: A Lei da Igualdade Salarial, que obriga empresas a remunerarem mulheres e homens com o mesmo salário para a mesma função, o Projeto Pé-de-Meia, para incentivar jovens a terminarem o ensino médio, a defesa ampla, total e irrestrita da democracia.

Agora, uma vez mais, é chegada a hora da militância do PT arregaçar as mangas e se preparar para as eleições municipais, para que possamos eleger vereadores, vereadoras, prefeitos e prefeitas com a cara do Brasil. É hora de seguir apoiando Lula e de fazer brilhar a nossa estrela.

Viva o PT! Viva o Povo Brasileiro!

Rosilene Corrêa – Professora. Conselheira da Revista Xapuri. Vice-Presidenta do PT-DF.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo