Sem categoria

Fidel, síntese da dignidade humana

Fidel, síntese da dignidade humana

A história da humanidade tem avançado graças a capacidade de organização e combate dos oprimidos, que ousam enfrentar gigantes, bombas, armas poderosas, ideias irascíveis e o capital, com sua habilidade destrutiva, que faz crescer a miséria e a destruição ambiental que aumenta o sofrimento e a dor aos povos que não se libertaram ainda do julgo do capitalismo…

Por Pedro César Batista

Cuba pelo contrário, é desses povos que mostra ao mundo como a união, organização e consciência de classe possibilitam fortalecer o ideal de justiça, igualdade, dignidade e soberania e construir uma nação livre e independente, verdadeiramente soberana.

Isso não foi ao acaso. Não é fruto do abstrato. Desde o assalto ao Quartel Moncada, quando se lançou a centelha da revolução, Fidel Castro passou a sintetizar o sentimento de rebeldia e ousadia do povo herdeiro de José Martí.

Quando Fidel uniu algumas dezenas de revolucionários, capazes de subir a Sierra Maestra, mesmo tendo sofrido um bombardeio aéreo quando o Granma chegava em terra, foi como se uma labareda se alastrasse pela Ilha, que anos depois mostrou ao mundo a luz e a esperança da construção de uma sociedade digna.
A vida de Fidel Castro se confunde com a história da Revolução Cubana. Sua coragem, lucidez e capacidade de elaborar táticas e estratégias comprovam ao mundo que seu exemplo segue vivo.

Fidel não morreu, partiu para outro plano físico, mas seus ideais, exemplo e conquistas seguem animando mulheres, homens, jovens e crianças em Cuba e em todo o planeta, neste tempo em que a besta fera do nazifascismo ressurge, com a burguesia se utilizando do que há de mais sádico e ruim da espécie humana para seguir explorando a classe trabalhadora e destruindo a vida em todas as suas formas.

O povo cubano enfrentou os ataques terroristas do império do norte, permanentes sabotagens, o criminoso e mais longo bloqueio econômico que a humanidade conhece, os ataques cibernéticos e uma poderosa campanha de mentiras, vencendo todas as batalhas. E segue vencendo.
A capacidade do Comandante em Chefe em forjar a unidade do povo e das forças organizadas de Cuba fizeram possível a revolução, que segue avançando, com a superação de suas dificuldades, resultado do espírito revolucionário e elevada criatividade coletiva.

O exemplo de Fidel Castro segue vivo. Cada cidadã ou cidadão cubana é um Fidel Castro, dedica-se a construir uma sociedade emancipada plenamente e justa, a garantia de seguir avançando rumo a um Poder cada vez mais Popular, organizado, armado em ideias e com organização revolucionária para derrotar qualquer inimigo.

O imperialismo tentou assassinar o comandante centenas de vezes, em cada uma delas Fidel e o povo cubana ficaram mais fortes, mais unidos e mais dispostos a seguir a gloriosa jornada da verdadeira liberdade, que somente o socialismo possibilita.

Somos todos Fidel Castro, acreditamos e aprendemos com seus ensinamentos, com a sua história e a sua capacidade de unir, sintetizar e mostrar o caminho da vitória da Revolução Socialista.

Sempre Fidel!
Pátria ou Morte!
Venceremos!

Pedro César Batista – jornalista, secretaria executiva do Comitê anti-imperialista general Abreu e Lima

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo