Noticia

Presidenta Dilma Rousseff cria cinco novas Universidades Federais

A Presidenta Dilma Rousseff assinou nessa segunda-feira (9) projeto de lei que cria mais cinco universidades federais nos estados de Goias, Mato Grosso, Piauí e Tocantis. Com a medida, o Brasil chega a 63 unidades, incluídas as 18 universidades federais criadas desde os governos do ex-presidente Lula.

Na ocasião, também foram inaugurados 41 campi dos Institutos Federais, somando um total de 562 escolas de ensino técnico espalhadas pelo Brasil.

Durante a cerimônia, a Presidenta Dilma Rousseff comentou sobre o processo de impeachment em tramitação no Senado e a recente anulação do processo na Câmara dos Deputados, após decisão do presidente interino da casa, deputado Waldir Maranhão.

Ela foi informada da anulação no meio da solenidade, quando discursava sobre os crimes de responsabilidade inexistentes no processo de impeachment conduzido contra ela, condição expressa na Constituição Federal para este tipo de processo.

Para Dilma, “é preciso cautela, vivemos uma conjuntura de manhas e artimanhas”, ressaltando que não tinha visto o anúncio oficial. A Presidenta também afirmou que está disposta a lutar até o fim, conclamando os brasileiros e brasileiras a defenderam a Democracia e lutarem contra o golpe, “contra esse processo irregular”, frisou.

Os decretos de suplementação orçamentária que servem de base para o processo de impeachment foi alvo de duro posicionamento da Presidenta. Ela lembrou que se trata de um expediente regular, praticado por diversos chefes do executivo, tanto no plano federal quanto no estadual.

A Presidenta voltou a dizer que está sendo vítima de um golpe, afirmando que querem subestimar a capacidade de compreensão da situação política pela sociedade brasielira. “Para ter impeachment, é preciso ter crime de responsabilidade. E não há crime”, finalizou.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo